PUBLICIDADE

Financiamento coletivo: o que é, para o que serve e como fazer

Ultimamente, o financiamento coletivo tem sido um assunto bastante comentado. Entretanto, muitas pessoas não sabem o que é, como funciona o que é necessário para criar uma campanha desse tipo do papel, viabilizando a realização de projetos.

PUBLICIDADE

O financiamento coletivo acontece quando várias pessoas que gostam de um determinado projeto resolvem contribuir financeiramente para a sua realização. Esse tipo de financiamento é baseado em uma economia colaborativa, que se fundamenta na ideia de que quando as pessoas se unem, elas são capazes de conseguir conquistar objetivos.

E importante saber que não existe uma quantia pré-determinada a ser doada por todas as pessoas que doarem. Cada um colabora com o valor desejado e recebe uma recompensa correspondente àquele valor. Essa recompensa, por sua vez, é outra marca registrada dos financiamentos coletivos e pode variar de acordo com o tipo do projeto.

PUBLICIDADE

Os financiamentos coletivos podem ser feitos por qualquer pessoa. E a única condição para que o projeto possa ser feito é não ferir a legislação brasileira. Atendendo a esses pontos, qualquer projeto poderá ter um financiamento coletivo e conseguir os valores desejados para a sua realização.

O que você procura?

Selecione uma das categorias para encontrar o que procura.

Cartão sem Anuidade
Melhores cartões digitais
Cartão sem Consulta
Cartão Digital
* Você continuará em nosso blog

A melhor parte de tudo, entretanto, é que não existe burocracia para tal. Em momentos anteriores, é preciso conseguir um patrocinador ou mesmo um investidor disposto a fazer com que o seu projeto fosse realizado. Porém, no atual momento, é necessário apenas de que o público-alvo do projeto se disponibilize a fazer com que ele aconteça, visto que ele será o responsável por fornecer a renda.

Caso você esteja preocupado com potenciais riscos de optar por essa maneira de financiamento, é importante destacar que ela é 100% segura pelos mais variados motivos.

Primeiramente, é importante destacar que você conseguirá estipular um valor real necessário para que o projeto seja executado. Além disso, não serão cobradas taxas abusivas por parte das pessoas responsável por fornecer o dinheiro, como acontece em financiamentos que passam por bancos, por exemplo. Por exemplo, a Kickante, uma importante plataforma de financiamento coletivo, cobra somente a taxa administrativa para que você possa tentar arrecadar o dinheiro para o seu projeto utilizando-a.

PUBLICIDADE

Outro ponto a ser destacado é a possibilidade de optar por uma campanha no modelo Tudo ou Nada. Nesse caso, caso você bata a sua meta, a Kickante cobra 10% do valor arrecadado. Entretanto, caso a meta não seja batida, o valor é devolvido aos colaboradores do projeto e nenhuma taxa é cobrada.

 

PUBLICIDADE